O Antagonista

Bolsonaro diz que ex-MEC “nem devia ter sido preso”: "Boto a mão no fogo pelo Milton"

Informações:

Sinopsis

Em sua live semanal, Jair Bolsonaro classificou como injusta a prisão do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, que foi ontem alvo de uma operação da Polícia Federal. Ribeiro é suspeito de participar de um esquema de desvios de recursos na pasta. Para o presidente da República, o ex-auxiliar palaciano “nem devia ter sido preso”, pois faltou materialidade na decisão do juiz Renato Borelli, da 15ª Vara Federal do Distrito Federal, responsável pela decisão. “Eu falei lá atrás que botava a cara no fogo por ele. Eu exagerei, mas eu boto a mão no fogo pelo Milton. Assim como boto [a mão no fogo] por todos os meus ministros, porque eu conheço a vivência [deles] e dificilmente eles vão cometer um ato de corrupção”, disse Jair Bolsonaro. Jair Bolsonaro criticou a manifestação do juiz de Brasília e afirmou que o magistrado já concedeu outras decisões desfavoráveis ao governo federal. "O juiz que decretou a prisão foi o mesmo que deu uma liminar para me multar em R$ 2 mil, cada vez que eu fosse flagrado na rua sem